Arganil com 12 candidaturas aprovadas ao Fundo Recomeçar

Foram aprovadas 12 candidaturas no concelho de Arganil ao Fundo Recomeçar – Ambiente, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que se destina a apoiar projetos desenvolvidos por entidades públicas e privadas nas áreas afetadas pelo incêndio de 15 e 16 de outubro de 2017.

Os diversos projetos, apresentados pelas juntas e uniões de freguesias, comissões de melhoramentos e associações do concelho, visam a recuperação do ambiente, o ordenamento florestal e a diminuição do risco de incêndio, através da reconstrução de infraestruturas, aquisição de equipamentos e promoção de iniciativas e atividades que beneficiem os munícipes e a economia local.

No total, vão ser investidos mais de 285 mil euros no território concelhio, concretamente nas freguesias de Celavisa, Benfeita, Folques, Pomares, São Martinho da Cortiça e nas uniões de freguesia de Cepos e Teixeira, Cerdeira e Moura da Serra e Vila Cova de Alva e Anceriz.

Integram o Fundo Recomeçar duas medidas distintas: Recuperação do Ambiente, Ordenamento do Território e Diminuição do Risco de Incêndios (Medida 1) e Recomeçar em Segurança (Medida 2). Das 41 candidaturas aprovadas na Medida 1, dez destinam-se ao concelho de Arganil.

Tendo respondido pronta e afirmativamente a todas as solicitações, prestando o devido auxílio na elaboração e submissão das candidaturas, a autarquia congratula as entidades pela iniciativa demonstrada e pelo incansável trabalho na recuperação, requalificação e preservação ambiental e florestal do território, desde que o concelho foi tragicamente afetado pelas chamas em outubro de 2017.



Artigos Relacionados