Fotogaleria: O feliz regresso do rally a Arganil

Foi como se nunca de cá tivesse saído. O Rally de Portugal abriu caminho pelas estradas de terra batida de Arganil no dia 31 de maio, para reacender a paixão nos fãs da modalidade e aguçar o gosto às gerações mais novas, depois de afastado do concelho e da Região Centro do país durante 18 anos. O melhor entre os melhores pilotos do mundo foi o estónio Ott Tanak, da Toyota, que conseguiu na primeira passagem por Arganil uma vantagem decisiva na caminhada para a conquista do Vodafone Rally de Portugal 2019, organizado pelo Automóvel Club de Portugal (ACP).

A assistir às espetaculares manobras dos astutos pilotos, que proporcionaram grande emoção e reviravoltas na hierarquia, estiveram largos milhares de fãs e curiosos, que se deslocaram à “Capital do Rally” neste tão ansiado regresso. O público vibrou com curvas enganchadas, acentuados desníveis e saltos encadeados, que exigiram sangue frio aos pilotos, muitos deles a estrearem-se no clássico troço de Arganil. Para êxtase dos aguardavam ansiosamente pelo rally noite dentro, e à boa maneira antiga, as máquinas “ganharam asas” ao longo do troço, entre a mítica e requalificada Casa do PPD e a descida do Alqueve, ao longo de 14,44 desafiantes e implacáveis quilómetros.

Luís Paulo Costa, Presidente da Câmara Municipal, apontado pelos seus pares e pelo próprio presidente do ACP, Carlos Barbosa, como um dos grandes impulsionadores do regresso do rally a Arganil e à região Centro, acompanhou a par e passo a prova, passando pelos locais mais emblemáticos do troço. Ainda mesmo antes de o pó assentar, Luís Paulo Costa era um autarca visivelmente satisfeito e orgulhoso. “Foi gratificante ver o comportamento exemplar do público durante as duas passagens por Arganil, revelando que estávamos mais do que preparados para voltar a acolher um desporto que tanto respeitamos e que é tão caro aos arganilenses”. Para Luís Paulo Costa, este foi “definitivamente um feliz regresso do rally a casa e uma aposta totalmente ganha”.

Requalificação da Casa do PPD

A Câmara Municipal de Arganil assinalou o regresso da modalidade ao concelho depois de 18 anos com a reabilitação da Casa do PPD, símbolo do Rally em Arganil que marcou para sempre a história da modalidade. A sessão de descerramento da placa aconteceu minutos antes de se começarem a ouvir os primeiros arranques dos motores na primeira etapa, com Luís Paulo Costa, presidente do Município de Arganil, Carlos Barbosa, presidente do ACP, e o quatro vezes campeão nacional Carlos Bica a fazerem as honras da casa.

A mítica Casa do PPD surgiu na década de 1970, altura em que Arganil se assumia como uma das mais emblemáticas e famosas classificativas do Rally de Portugal. Ponto de encontro para os inúmeros fãs da modalidade que se deslocavam ao concelho de Arganil, vindos de vários pontos do país e do mundo, a pequena casa do guarda-florestal aqui instalada ganhou uma nova roupagem, em 1975, ao ser pintada com a inscrição PPD. As letras, a cor-de-laranja, que simbolizavam as iniciais do partido que concorria às primeiras eleições democráticas realizadas em Portugal após a Revolução de 25 de Abril, não passaram despercebidas a ninguém. Nem mesmo aos copilotos, que, ao avistarem a inscrição à distância, indicavam ao companheiro de equipa: “À direita, com travagem na Casa do PPD”. A mensagem foi apagada décadas mais tarde, mas a referência permanece, tal como o estatuto de local de culto que ganhou entre várias gerações de aficionados.

Os bastidores do rally no Sub-Paço

Em Arganil, os bastidores do rally estiveram concentrados no Parque Verde Urbano do Sub-Paço, dando oportunidade aos fãs da modalidade, aos saudosistas e curiosos de ver de perto as novas máquinas do WRC e contactar com os pilotos – e foram muitos os que por lá passaram para ao longo do dia. Entre mudanças de pneus, lavagens das máquinas e depósitos a atestar, muitos foram os fãs da modalidade aproveitaram para tirar a tão desejada fotografia aos melhores pilotos do mundo. Entre uma passagem e outra, foi também de retemperar as forças e refrescar do intenso calor que se fez sentir, com iguarias regionais, num almoço-buffet promovido pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, com a colaboração do Centro de Emprego e Formação Profissional de Arganil, no âmbito do programa “Região de Coimbra: Região Europeia de Gastronomia 2021”.



Artigos Relacionados