Investimento de 400 mil euros para reabilitação das linhas de água já arrancou

A Câmara Municipal de Arganil iniciou os trabalhos de reabilitação e limpeza das linhas de água nas zonas do concelho afetadas pelo incêndio de outubro do ano passado, tendo em vista a regularização fluvial da Bacia do Rio Alva, o devido escoamento das águas, a redução da erosão e o arrastamento dos solos.

O investimento de cerca de 400 mil euros, decorrente do financiamento atribuído pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), através do Fundo Ambiental, abrange as intervenções fluviais em Côja e no Barril de Alva, e a beneficiação do Açude do Sarzedo e das Ribeiras de Folques e de Pomares.

Este conjunto de intervenções, que arrancou na represa do Sarzedo e se vai estender nas próximas semanas aos restantes locais sinalizados, preveem a limpeza e desbaste de árvores e arbustos, a remoção de vegetação e lenhas existentes no leito e nas margens, a consolidação e reperfilamento do leito e dos taludes, bem como a proteção marginal para travamento no leito e a reparação de açudes existentes.

Numa perspetiva de sustentabilidade, a reabilitação e valorização dos ecossistemas ribeirinhos respeitam as espécies autóctones, recorrendo a técnicas não invasivas. Têm como finalidade o aumento da qualidade da água, o controlo dos episódios de cheias e dos processos erosivos nas margens, bem como a melhoria da qualidade dos solos e a preservação da biodiversidade.

Esta intervenção nos cursos de água surge na sequência do protocolo celebrado com a APA, em abril deste ano, e enquadra-se nas medidas de vigilância e prevenção que a Câmara Municipal adoptou após incêndio de 15 e 16 de outubro do ano passado, de forma a minimizar as consequências das chuvas esperadas durante os próximos meses.



Artigos Relacionados