Presidente da Câmara entrega certificados a alunos da Universidade de Verão e Escola de Verão Júnior

Os alunos que frequentaram a Universidade de Verão e a Escola de Verão Júnior foram recebidos pelo presidente da Câmara Municipal de Arganil, Luís Paulo Costa, no Salão Nobre da autarquia, no passado dia 29 de julho, para a cerimónia de entrega dos certificados de participação naqueles programas de verão, desenvolvidos pela Universidade de Coimbra e pela Escola Superior de Educação de Coimbra.

Este ano, embarcaram nesta experiência universitária, que engloba uma série de atividades pedagógicas, culturais e lúdicas, pensadas à medida dos jovens para lhes dar a conhecer a vida académica, 43 alunos do Agrupamento de Escolas de Arganil, do 5.º ao 12.º ano, com comprovado mérito escolar.

“Entendemos que o mérito deve ser a principal razão de diferenciação na escolha dos alunos para esta experiência”, começou por explicar Luís Paulo Costa, dirigindo-se aos jovens alunos e aos encarregados de educação presentes, reconhecendo o papel fundamental do “esforço coletivo” no sucesso de cada um. “Quero destacar o vosso trabalho e empenho. Com a forte colaboração dos vossos professores e o esforço dos vossos encarregados de educação, são reconhecidos com estas bolsas de mérito, que vimos a atribuir há já alguns anos”, elogiou o presidente da Câmara, que contou com a colaboração da professora Graça Lopes, diretora adjunta do Agrupamento de Escolas de Arganil, na entrega dos certificados.

Para o sucesso da iniciativa, que se estende por uma semana e que resulta da estreita colaboração entre o Município de Arganil, as Instituições de Ensino Superior referidas e o Agrupamento de Escolas de Arganil, contribui, defende o presidente da autarquia, a confiança que existe entre as instituições envolvidas e os encarregados de educação. “É importante que os alunos tenham a oportunidade de viver esta experiência não apenas no horário diurno, mas também para o que vai para além disso; é o que contribui para uma integração mais completa”.

Da teoria à prática, Joana Moreira, aluna do 12.º ano, que diz “presente” a estes programas de intervenção educativa desde o 5.º ano, confessou que a experiência vivida neste verão, em particular, a ajudou a esclarecer as ideias, numa altura de tomar decisões importantes. “Provavelmente, vou candidatar-me a medicina”, confidenciou. Durante a Universidade de Verão, “conheci a investigação da Faculdade de Medicina, as Urgências do hospital, visitei o serviço de Medicina Nuclear, o serviço de Pediatria e de Medicina Dentária. No último dia, visitei o serviço de cirurgia torácica e tivemos, ainda, um arraial”, contou a jovem estudante.

Os programas Universidade de Verão e Escola de Verão Júnior, que contaram com 18 e 25 alunos do Agrupamento de Escolas, respetivamente, representam uma aposta clara do Município na educação das crianças e jovens do concelho, premiando a excelência e o mérito escolar e proporcionando experiências únicas, que se revelam determinantes nas escolhas que fazem para o futuro.



Artigos Relacionados