Câmara de Arganil entrega Medalha de Ouro a Carlos Barbosa

Rodeado de amigos, colegas, autarcas de concelhos vizinhos e aficionados do rally, Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP), recebeu das mãos de Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal de Arganil, nesta quarta-feira, 16 de outubro, a Medalha de Ouro do Concelho, em reconhecimento do relevante e decisivo contributo prestado no regresso do Rally de Portugal a Arganil e à Região Centro em maio deste ano.

“Foi para nós uma grande notícia”, começou por reconhecer Luís Paulo Costa, durante a cerimónia de atribuição da distinção, decorrida no Salão Nobre dos Paços do Município, enaltecendo o papel “absolutamente determinante de Carlos Barbosa no regresso do Rally ao território e a plena confiança depositada na capacidade de Arganil e da região para reeditar a etapa, depois de 18 anos de ausência”. Este é um “gesto nobre e de gratidão que dirigimos a Carlos Barbosa e ao ACP”, declarou, “por ter tornado possível a ambição coletiva de toda uma região”.

Viajando até 2001, ano em que a modalidade desapareceria do mapa da região Centro por quase duas décadas, Luís Paulo Costa relembrou que o processo de reconquista, começado há 13 anos pelo então presidente da Câmara e atual presidente da Assembleia Municipal, se revelou longo, mas a vontade manteve-se firme. “Sem nunca esquecermos as dificuldades e aquilo que eram os constrangimentos, sempre acreditámos no seu regresso, tal como o Sr. Carlos Barbosa sempre acreditou”. Foi um caminho difícil, de gestão de expectativas, admitiu, mas bem-sucedido. “E nós temos por hábito, aqui, em Arganil, de mostrarmos a nossa gratidão às pessoas que nos ajudam”, afirmou Luís Paulo Costa.

Este forte empenho, aliado à inesgotável esperança, compensou, e muito, assegurou o presidente do ACP. “Podemos todos dizer com particular satisfação que este regresso a Arganil foi uma aposta ganha, que se pretende continuar por muitos e bons anos”. Sensibilizado, Carlos Barbosa dedicou a distinção “a todos quantos no ACP e fora dele trabalharam anualmente e arduamente na prova”, reconhecendo a importância do empenho e da persistência da Câmara de Arganil, especialmente “nos últimos cinco anos”, para que “regressasse a emoção à Serra do Açor, para delírio das multidões que lá rumaram”. O que se viu esta ano, “é único”, enalteceu, “porque a paixão pelo rally é um marco de Arganil e das suas gentes”.

Rally em Arganil gera quase 3 milhões em impacto mediático

Se dúvidas houvesse sobre o expressivo impacto mediático do regresso do Rally de Portugal a Arganil, Luís Paulo Costa trataria de as desfazer. “Identificámos 511 notícias relacionadas com esta prova: 107 na imprensa escrita, 300 na imprensa online, 45 na TV e 19 na rádio”, enumerou o presidente da Câmara, adiantando que “a valorização destas notícias resulta num retorno financeiro que atinge os 2,7 milhões de euros”.

Trocando por miúdos, “seria esse o investimento que o Município teria de fazer numa campanha de publicidade para conseguir o mesmo nível de retorno com a aposta no Rally de Portugal”. Mesmo estando 18 anos fora deste evento, “continuamos a ouvir muitas pessoas dos vários cantos do mundo a dizer que conhecem Arganil por via do Rally”, frisou Luís Paulo Costa, considerando que a facilidade com que a prova “ultrapassou a fronteira dos concelhos diretamente envolvidos”, torna-o, “muito provavelmente, no evento que mais projeta esta região”.



Artigos Relacionados