Câmara de Arganil recupera equipamentos municipais de lazer danificados pelo incêndio

Disponibilizada a verba decorrente da candidatura ao Fundo de Solidariedade da União Europeia (FSUE), a Câmara Municipal de Arganil avançou com a reabilitação dos equipamentos municipais de lazer, fortemente danificados pelo incêndio que em outubro de 2017 assolou o concelho de Arganil.

Este investimento levado a cabo pela autarquia, que ascende aos 42.939,03€ e é comparticipado em 30.769,51€ pelo FSUE, destina-se à recuperação dos Percursos Pedestres existentes nas Aldeias do Xisto de Benfeita e Vila Cova de Alva (PR1 AGN, PR4 AGN e GR21.1) e na Aldeia Histórica do Piódão (PR3 AGN), assim como dos Percursos do Centro de BTT, que percorrem grande parte do concelho de Arganil, numa extensão de 100km.

Os trabalhos previstos nesta intervenção compreendem a reposição de sinalização, infraestruturas de apoio e interpretativas e das condições de segurança e de circulação. Estão igualmente contemplados nos trabalhos de recuperação a remoção de vegetação, como árvores ardidas e caídas, a regularização de plataformas, reconstrução de muros em xisto e remoção de resíduos.

Sendo grande parte da sinalética construída em madeira e noutros materiais inflamáveis, “a utilização daqueles percursos pedestres ficou impossibilitada durante mais tempo do que se seria desejável”, sendo esta “uma oportunidade para deitar para trás das costas o constrangimento que isso se revelou do ponto de vista do turismo e darmos ainda mais razões aos turistas para visitarem o concelho de Arganil”, salienta Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal de Arganil.

Esta intervenção, destinada à recuperação dos equipamentos de lazer, faz parte de um investimento global de 5,8 milhões de euros que o Município de Arganil tem previsto executar para colmatar os danos e prejuízos inventariados após os incêndios, sendo comparticipado pelo FSUE em cerca de 3,5 milhões de euros.



Artigos Relacionados