Concelho de Arganil recebe Espaços do Cidadão com atendimento digitalmente assistido, em Arganil e São Martinho da Cortiça

Foram no passado dia 1 de Julho inaugurados os “Espaços do Cidadão” de Arganil e São Martinho da Cortiça, instalados no edifício da Câmara Municipal e sede da Junta de Freguesia de São Martinho da Cortiça, respetivamente, na presença do Secretário de Estado para a Modernização Administrativa, Joaquim Pedro Cardoso da Costa e do Presidente da Câmara Municipal de Arganil, Ricardo Pereira Alves.

Esta inovadora iniciativa de atendimento em balcão único, tem como objetivo fulcral prestar ao cidadão um atendimento digital assistido no acesso aos serviços do Estado, com recurso à internet, promovendo desta forma uma relação de proximidade com a Administração Pública.

Coordenada pela Agência para a Modernização Administrativa, o Espaço do Cidadão disponibilizará variados serviços de diversas entidades e conta como principais parceiros com as autarquias locais e os CTT, além de outras entidades públicas ou que prestem serviços de natureza pública.

De uma extensa gama de serviços que este Espaço disponibiliza, será possível e facilitado o acesso ao Portal do Cidadão para, por exemplo, alterar a morada do Cartão de Cidadão, obter certidões de registo civil, predial e comercial ou mesmo aceder por navegação assistida aos serviços da ADSE direta.
É ainda possível, entre outros serviços, obter registos criminais; fazer registos de propriedade intelectual (Inspeção Geral das Atividades Económicas); o reencaminhamento para a rede de apoio ao consumidor endividado (Direcção-Geral do Consumidor); renovar uma autorização de residência (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras); revalidar a carta de condução (Instituto da Mobilidade e dos Transportes); efetuar pedidos à Segurança Social sobre pensões, reembolsos e complementos ou mesmo, interagir com a Caixa Geral de Aposentações.

O Espaço do Cidadão constitui-se uma peça chave na estratégia do Governo para a modernização e simplificação administrativa, pois ao permitir o acesso assistido aos serviços do Estado, vem facilitar e contribuir para a infoinclusão, oferecendo ao cidadão tudo aquilo de que precisa, num único sítio, com um único ponto de contacto.



Artigos Relacionados