Município garante 750 mil euros de financiamento para reabilitar galeria hidráulica em Arganil

O presidente da Câmara Municipal de Arganil, Luís Paulo Costa, garantiu na passada sexta-feira, 30 de abril, o financiamento de 750 mil euros para avançar com a reabilitação da galeria hidráulica da Ribeira de Amandos, que acompanha a avenida principal da vila de Arganil, numa extensão superior a 800 metros.

Este protocolo de colaboração foi celebrado com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), no âmbito do Programa REACT-EU (Assistência de Recuperação para a Coesão e os Territórios da Europa), e vai permitir a autarquia resolver os problemas de segurança existentes nesta infraestrutura construída há mais de 80 anos.

A cerimónia decorreu em Coimbra e contou com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa, e com o Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes.

Depois de vários e sucessivos apelos direcionados ao Governo ao longo dos últimos dois anos, o Município de Arganil vê finalmente as suas pretensões atendidas. “Tratando-se de uma obra de extrema necessidade e há muito aguardada, é com grande satisfação e também alívio que garantimos a comparticipação necessária à sua concretização”, declarou Luís Paulo Costa, destacando a importância que a intervenção terá no regresso à normalidade no coração da vila, onde os veículos pesados estão impedidos de passar desde 2019.

“Esta estrutura subterrânea, construída no final da década de 40 e início da de 50 do século passado, tem sofrido recorrentes abatimentos, provocando no pavimento da avenida danos que representam um sério risco para pessoas e bens”, reforçou o presidente da Câmara Municipal.

Recorde-se que os problemas estruturais existentes na galeria hidráulica da Ribeira de Amandos foram detetados durante a intervenção no espaço público de Arganil, na sequência de uma avaliação da segurança efetuada pelo Itecons – Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade.

O diagnóstico revelou problemas nas lajes de cobertura, resultantes do avançado estado de corrosão das armaduras. Foram registados níveis de degradação tão elevados, que em alguns locais se poderia traduzir no colapso eminente da plataforma viária.

A concretização desta obra vai permitir ao Município de Arganil concluir a requalificação do espaço urbano público da vila de Arganil, intervindo nas artérias sustentadas pela galeria hidráulica subterrânea: a Avenida José Augusto de Carvalho, a Avenida dos Bombeiros Voluntários Argus, a Rotunda dos Repuxos e a Avenida das Forças Armadas. O custo total das duas intervenções é de aproximadamente 1 milhão e 500 mil euros.



Artigos Relacionados