Receita de Arganil representa região de Coimbra em concurso europeu de jovens chefs

É pelas mãos do jovem Bernardo Calvo, de 18 anos, que os sabores do Natal de Arganil chegam à Grécia já nesta terça-feira, 22 de outubro. O jovem estudante de Gestão e Produção de Cozinha vai representar a região de Coimbra no concurso que junta os melhores jovens chefs de toda a Europa, o «European Young Chef Award 2019», com o prato o «Bacalhau, a Galega e o Alho», que recria e inova a receita tradicional da consoada na região de Arganil, onde passava o Natal em criança.

Confecionada com recurso a técnicas da cozinha moderna, a receita que Bernardo se prepara para apresentar em terras helénicas, entre 22 e 24 de outubro, tem na sua base a simplicidade e autenticidade de outros tempos: o bacalhau, a batata, a couve e o pão.

Na escolha da iguaria que viria a dar a Bernardo a vitória no Região de Coimbra Young Chef Award, em maio deste ano, e lhe carimbaria a passagem para a ilha de Rodes, na Grécia, pesaram as “lembranças felizes da infância em Arganil, onde passava todos os Natais”. Era das alturas mais felizes do ano, confessa. “Recordo com muito carinho a família à mesa e as histórias animadas contadas à volta de receitas tradicionais”.

O «Bacalhau, a Galega e o Alho» é, por isso, “um prato muito especial, feito pelas mãos da minha bisavó, que tentei transformar mantendo o mesmo sabor”. Esta vontade de descobrir e recriar os sabores que condimentavam as reuniões familiares levaram Bernardo a trocar a fisioterapia pela cozinha. “Inicialmente não queria ser cozinheiro, mas quando comecei a descobrir sabores tão especiais como os pratos da minha bisavó e de outros familiares, ganhei cada vez mais gosto e paixão por esta profissão que convoca todos os sentidos”.

Revelando-se orgulhoso representante da região de Coimbra, o jovem estudante da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra leva na mala os segredos da receita que lhe foram desvendados pela bisavó, “enquanto contava histórias do seu tempo de meninice, acerca de como aquele prato tinha surgido na sua mesa”, mas também a expetativa de “defender a Região de Coimbra da melhor forma, e, se possível, vencer o concurso”.

Certo está, para já, de que esta experiência, proporcionado pelo programa “Região de Coimbra: Região Europeia de Gastronomia 2021” e que reúne os finalistas dos concursos realizados nas regiões europeias, será “uma grande oportunidade de aprendizagem, partilha de conhecimento e de crescimento pessoal e profissional”.

Ao jovem Bernardo, Luís Paulo Costa, presidente da Câmara, deseja “os maiores sucessos no concurso”, sem esconder que “é para Arganil um orgulho ver tão bem representada a sua gastronomia na Europa, em particular num país com uma forte e riquíssima tradição gastronómica como a Grécia, onde certamente os nossos sabores vão ser muito bem recebidos”.



Artigos Relacionados