2,6 milhões de euros para melhorar o abastecimento de água em Vila Cova do Alva, Alqueve e Pomares

 

Teve início a empreitada de ampliação e reabilitação dos subsistemas de abastecimento de Vila Cova do Alva, Alqueve (Folques) e Pomares. Com conclusão prevista para outubro de 2021, o conjunto das intervenções totaliza um investimento de praticamente 2,6 milhões de euros e propõe-se a otimizar o serviço de abastecimento, garantindo às populações água com melhor qualidade e em quantidade suficiente.

Já a decorrer, a intervenção no sistema de abastecimento do Alqueve prevê a reabilitação da captação, a criação de uma nova Estação de Tratamento e a construção duas novas condutas elevatórias de água tratada. Além de passar a servir a população de Folques, o renovado equipamento vai ainda beneficiar, parcialmente, a Freguesia de Arganil e a União das Freguesias de Côja e Barril do Alva. Serão servidos previsivelmente 700 habitantes no horizonte do projeto (30 anos).

A intervenção no sistema autónomo de Vila Cova do Alva contempla a reabilitação das infraestruturas existentes, a ampliação da capacidade de captação de água, a substituição da conduta elevatória e a reconfiguração da Estação de Tratamento. As futuras infraestruturas abastecerão as povoações atualmente atendidas: a totalidade da União das Freguesias de Vila Cova do Alva e Anceriz, parte das localidades de Coja e Barril do Alva, Benfeita e União das Freguesias de Cerdeira e Moura da Serra, assim como a localidade de Lourosa, no Concelho de Oliveira do Hospital. A população a servir totalizará no horizonte do projeto (30 anos) 2.850 habitantes.

Por sua vez, a intervenção no sistema de abastecimento de Pomares abrange a reabilitação da captação e a reconfiguração da Estação de Tratamento. Os grupos elevatórios associados serão mantidos, assim como a conduta, recentemente construída. Será abrangida por esta intervenção a maioria da Freguesia de Pomares, sendo que no horizonte temporal do projeto (30 anos) serão servidos cerca de 500 habitantes.

“Através deste conjunto de intervenções, de renovação e reforço dos processos de captação, tratamento e abastecimento de água, estamos a melhorar o serviço prestado, garantindo mais qualidade e continuidade à água que chega às torneiras dos nossos munícipes”, ressalva Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal.

As intervenções em Vila Cova do Alva, Alqueve e Pomares, da responsabilidade da Águas do Centro Litoral, integram o investimento de 12 milhões de euros que está a ser concretizado em todo o concelho na área do ambiente. Através deste avultado esforço financeiro, o Município coloca Arganil na linha da frente da inovação e qualidade do serviço prestado, não só ao nível do abastecimento de água, como do saneamento e da gestão de resíduos sólidos.



Artigos Relacionados