3ª edição do Mercado de Natal voltou a espalhar magia em Arganil

A magia do Natal voltou, uma vez mais, a invadir a Praça Simões Dias, através da realização do Mercado de Natal. Com algumas novidades, cumpriu-se a terceira edição da iniciativa, a primeira organizada pelo Município de Arganil, com o apoio do CLDS3G.

Entre barraquinhas de venda de deliciosos produtos endógenos e artesanais, que fizeram certamente fantásticos cabazes de Natal, esteve também a Eira dos Sabores, com a promoção dos produtos do Clube de Produtores do Concelho de Arganil, no qual foi possível degustar algumas iguarias do concelho.

Pautado pela animação, este Mercado contou com uma programação rica, diversificada e transversal. A presença do Pai Natal e dos seus duendes-ajudantes foi constante durante os quatro dias de Mercado. Ora instalado nos seus aconchegantes aposentos, ora deambulando pelo cenário de magia instalado na Praça do Município, o velhos das barbas brancas encantou os mais novos, que tiveram ainda oportunidade de levar um balão de recordação e uma artística pintura facial.

A animação foi uma garantia durante os quatro dias, ou não tivesse o Mercado contado com os Jogos do Hélder, espalhados um pouco pelos quatro cantos do Mercado. Jogos de perícia, um tanto ou quanto desafiantes, que colocaram miúdos e graúdos à prova, numa amena competição que potenciou o contacto entre gerações.

Passaram também pelo Mercado de Natal a música instrumental dos Pocket Rockets, as canções de Natal da APPACDM Arganil, a guitarra do Nuno e a doce voz da Catarina, que formam os Martini Blue e a Escola de Música Pauta em Movimento. Sem esquecer a divertida dança das crianças da Casa da Criança de Arganil, as vozes afinadas do Coro Misto da Universidade de Coimbra, a energia do grupo de dança The Boogies, a melodia do piano dos alunos do Prof. Miguel Neves do Atelier do Piano e os contos à fogueira da Prof. Anabela Seco.

Houve ainda espaço para a realização de alguns Showcookings na Eira dos Sabores, através dos quais foram dadas dicas de confeção de algumas iguarias típicas da quadra natalícia, entre elas: o Pudim de Abóbora da D. Rosa e da Liliana, os típicos Sonhos de Natal pelo Chef Nuno Ribeiro e seus formandos do Centro de formação IEFP, as trufas de chocolate e os bombons do Chef Flávio Silva e os biscoitos da avó, pela Patrícia Ventura. E a provar que na cozinha nada se perde e tudo se transforma, o Chef João Quaresma, com a preciosa ajuda da Francisca, partilhou ideias fáceis, simples e saudáveis para reaproveitar as sobras da consoada, na qual o bacalhau é rei.

As crianças que visitaram o Atelier dos Afetos, no sábado, tiveram também a oportunidade de contruir uma gigante “Árvore dos Valores”. Através de pequenos cartões onde os mais novos foram deixando desenhos e mensagens, a árvore foi, pouco a pouco, ganhando forma, encontrando-se exposta na fachada do edifício da Câmara Municipal.

Foram quatro dias mágicos, vividos num cenário de fantasia, onde houve espaço para muita confraternização e convívio, para a partilha, solidariedade e companheirismo, símbolos que caraterizam a verdadeira essência do Natal.

Até para o ano.



Artigos Relacionados