Auditório da Cerâmica Arganilense recebeu mais uma edição de sucesso do CINEDITA

Em quadrado” do coletivo de alunos da Escola Secundária de Lousada, David Barbosa, Daniel Teixeira, Maria Duarte, Lara Pereira, Nuno Magalhães e Vitor Sousa, foi a grande vencedora da 7ª edição do festival de curtas-metragens CINEDITA, que teve lugar na passada sexta-feira, no Auditório da Cerâmica Arganilense. A cerimónia ficou marcada pela homenagem ao estúdio de animação Dreamworks, que detém no seu repertório filmes como a saga Shreck, Madagáscar, o Panda do Kung Fu, entre outros de grande sucesso. O prémio do grande vencedor da noite foi patrocinado por esta autarquia e entregue pela Vice-Presidente Paula Dinis, que a par da Vereadora da Juventude Elisabete Oliveira, representou a Câmara Municipal de Arganil.

A concurso estavam um total de 11 curtas-metragens, pré-selecionadas de um universo de 38 candidatas, distribuídas pelas categorias Ficção; Animação; Experimental e Documentário.

O júri composto por Anna Eremin, atriz de televisão e teatro; Elsa Cerqueira, dinamizadora do Projeto Filosofia com Cinema para Crianças; Pedro Martins, professor da Universidade de Coimbra e Sabri Lucas, ator de cinema e televisão, deu ainda a vitória na categoria Ficção a “Os cães são mais bonitos quando estão molhados”, da Escola Artística Soares dos Reis; na categoria Animação em ex-aequo, “Blindfold” e “Selcouth”, ambas da Escola Artística Soares dos Reis; na categoria Documentário a “Século Abandonado: Os pavilhões do parque” da Universidade da Beira Interior e, na categoria Experimental, a: “A vida de uma cavaca”, da Universidade de Aveiro. As curtas que chegaram à gala de sexta-feira foram pré-selecionadas do conjunto total por um júri presidido por Ra’uf Glasgow, produtor de televisão que entre outras, produziu a série de culto e grande sucesso “LOST”.

A organização do festival de curtas de Arganil – CINEDITA que, começou em 2016, cabe ao Agrupamento de Escolas de Arganil e conta com o apoio do Município de Arganil. Nos últimos anos tem ainda envolvido os alunos de todos os níveis de ensino do Agrupamento de Escolas em oficinas, workshops e sessões de cinema nos dias anteriores à gala de atribuição de prémios, como forma de dinamizar e despertar para a 7ª arte.



Artigos Relacionados