Fado de Coimbra encanta S. Martinho da Cortiça com “Serenatas à Janela”

“Serenatas à Janela” foi um dos espetáculos inseridos no ciclo “À Volta Do Fado”, que integra a rede de programação “Coimbra Região de Cultura, que decorreu neste passado sábado, dia 1 de setembro, em S. Martinho da Cortiça. Às 21h00, em S. Martinho da Cortiça e à luz dos candeeiros de rua, fez-se silêncio, porque se cantou o Fado.

Envoltos nas suas capas, António Ataíde e os músicos que o acompanharam, recrearam a Serenata de Coimbra, onde o amor foi o tema central. Ao longo da rua José Dias da Cunha, em duas janelas e na escadaria lateral da Igreja, três bonitas jovens, ajudaram a vivenciar esse ambiente encantador.

O espetáculo que se estendeu até ao Largo da Igreja Matriz, arrebatou o público que massivamente encheu o espaço. Canções de amor e nostalgia tomaram conta do público, que repetidamente batia palmas, deixando transparecer até alguma emoção, com um brilho no olhar, de quem atentamente ouviu e acompanhou o Fado e Canção de Coimbra.

Escutaram-se vários temas do passado, sempre atuais, pela voz de António Ataíde, acompanhado à viola por Nuno Botelho e por Bruno Costa à guitarra. Na hora da despedida, o público acompanhou na melodia e não se cansou de repetidamente bater palmas, para mais ouvir um Fado de Coimbra.

Na hora da despedida, António Ataíde garantiu que, “apesar de algum cansaço, terminamos com um sentimento de alma cheia e muito felizes”. O Sr. Manuel Fidalgo, Presidente da Junta de Freguesia de S. Martinho da Cortiça, não podia estar mais satisfeito, pois viu reunidas todas as condições que se desejavam para uma grande noite de festa. Também de “alma cheia”, agradeceu aos músicos, à população que massivamente marcou presença bem como à Câmara Municipal de Arganil, a quem deixou um apelo, de não se esquecer de S. Martinho da Cortiça, pois ficou provado que população soube corresponder.

Luís Paulo Costa, Presidente da Câmara Municipal, que acompanhou todo o espetáculo, com a Paula Dinis, Vice-presidente, estava visivelmente feliz pela qualidade de espetáculo e pela forma como a população soube acolhê-lo. Agradeceu aos músicos, à Junta de Freguesia de S. Martinho da Cortiça, pelo grande envolvimento na iniciativa, à Srª Vice presidente da Câmara e à população que encheu todo aquele espaço da Igreja Matriz, criando um ambiente ao ar livre, muito acolhedor.



Artigos Relacionados