Segunda fase da requalificação do espaço público de Arganil inicia em abril

O Município de Arganil vai dar início, na primeira semana de abril, à segunda fase da requalificação do espaço público da vila de Arganil. A intervenção representa um investimento da autarquia na ordem dos 460 mil euros e tem um prazo de execução de cerca de 4 meses (120 dias).

Havendo a necessidade de condicionar ou cortar o trânsito automóvel no decurso da empreitada, a intervenção vai desenvolver-se em 4 fases, de forma minimizar os transtornos para a população. Os trabalhos vão começar pela Rua Congregação das Filhas de São José (1), seguindo-se a Avenida Irmãos Duarte (2) e a Rua do Mercado de Arganil (3).

De uma forma geral, o conjunto de soluções previsto destina-se a melhorar as condições de acessibilidades e mobilidade automóvel e pedonal, e inclui a pavimentação das vias, bem como a substituição da rede de distribuição de água, a reabilitação de rede de águas pluviais e recuperação ou construção de passeios.

Na Rua Congregação das Filhas de São José, em concreto, estão previstas as transformações mais significativas da obra. Está considerado o alargamento da via, permitindo que o trânsito se faça nos dois sentidos, bem como a estabilização de taludes e a construção de passeios, proporcionando a ligação pedonal entre a Rua Comendador Cruz Pereira e o recinto da Feira Semanal.

Depois da zona alta da vila, a intervenção vai prosseguir para a Rua Dr. Armando Vasconcelos de Carvalho (4), onde está prevista a reabilitação do estacionamento existente e a criação de 24 novos lugares.

Abrangida pelo projeto está, ainda, a consolidação da margem direita da linha de água da Ribeira de Folques e a reabilitação da Ponte da Barreira, que, previsivelmente, serão concretizadas em simultâneo com outra das fases da intervenção. Pretende-se, por um lado, tornar a ponte mais agradável do ponto de vista paisagístico e, por outro, resolver os problemas estruturais identificados. Esta solução vai permitir avançar com a ampliação do passadiço e levar o trânsito pedonal até ao Parque Verde Urbano do Sub-Paço.

Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal de Arganil, está confiante na qualidade das alterações a aplicar e acredita que vão ter um impacto muito significativo na vida dos arganilenses e de todos os que vierem a usufruir do renovado espaço público de Arganil. “Encaramos esta intervenção como uma oportunidade para criar mais e melhores condições para as pessoas e se apropriarem e usufruírem de todos estes espaços, que funcionam como verdadeiras ‘salas de visitas’ da nossa vila”.

Recorde-se que a primeira fase da intervenção de requalificação do espaço público da vila de Arganil, no valor de 360 mil euros, ficou concluída no início do ano e considerou a recuperação e valorização do Largo Ribeiro de Campos; da Rua 5 de Outubro e Rua Comendador Lopes da Costa; da Rua Jornal de Arganil e da Rua António Galvão (até à sede da Associação de Combatentes do Concelho de Arganil).



Artigos Relacionados