Arganil recebe mais uma vez a prova Rally de Portugal Histórico

O Rally de Portugal Histórico, uma das mais exigentes provas de regularidade histórica da Europa, fez-se mais uma vez à estrada, entre os dias 1 e 6 de outubro, completando assim a sua 13ª edição. Assinalada por um total de 87 equipas em competição de 13 nacionalidades diferentes, contou com automóveis fabricados entre os anos de 1946 e 1985.

Com partida do Estoril, marcou presença no dia 5 de outubro em Arganil, especificamente na 6ª secção, nos troços de Sobral Magro, Soito da Ruiva, Mourísia e Agroal, terminando no Mont’Alto (rampa). A 7ª secção desta prova teve partida ao cronómetro a partir da Cerâmica Arganilense, ao sinal do Presidente da Câmara Municipal de Arganil, Luís Paulo Costa e do Vereador do Desporto Luís Almeida, novamente com rumo à rampa do Mont’Alto e com passagem ainda por Torrozelas, Teixeira e Relvas.

Foram no total cerca de 2000 Km dos quais 600 Km em regularidade, divididos por 4 etapas com mais de 40 especiais, que sagraram vencedores João Vieira Borges/João Serôdio, ao volante de Porsche 911 Carrera 3.2 de 1985, com 44.8s de avanço na frente de Michel Decremer/Patrick Lienne num Opel Ascona de 1979, deixando a dupla Yves Deflandre/Jennifer Hugo num Porsche 911 de 1972 a fechar o pódio.

A prova que leva anualmente os participantes por locais míticos da história do Rally de Portugal e que, cruzou este ano 78 concelhos, trouxe mais uma vez a Arganil um pouco daquela que foi em tempos a adrenalina sentida ao ver e ouvir o ruído dos carros na serra, nos troços mais desafiantes e lendários do Rally de Portugal.



Artigos Relacionados