Presidente da Câmara anuncia novidades para 38.ª FICABEIRA e Feira do Mont’Alto 2019

É já nesta quinta-feira, 5 de setembro, que arranca em Arganil a 38.ª FICABEIRA e Feira do Mont’Alto 2019, levando ao Parque Verde do Sub-Paço grandes momentos de animação, que prometem fazer o gosto a toda a família. O programa e as novidades preparadas para o mais antigo e expressivo certame da região foram apresentadas nesta segunda-feira, no Salão Nobre da Câmara Municipal, pelo presidente da Câmara Municipal de Arganil, Luís Paulo Costa, em jeito de convite.

“De forma a melhorar a comunicação e divulgação de todas as informações relacionadas com a FICABEIRA e Feira do Mont’Alto, criámos um microsite, uma ferramenta bastante intuitiva, que pretende servir a população”, começou por anunciar o líder do Executivo. Ajustar a comunicação do certame aos tempos modernos, acompanhando a evolução tecnológica, foi a principal motivação da autarquia para o lançamento do site, já em funcionamento. “Hoje em dia, é mais fácil alguém pegar no telemóvel para ver o que vai acontecer na FICABEIRA do que num flyer”, frisou Luís Paulo Costa.

A “programação bastante eclética, que consegue tocar a generalidade dos públicos e a generalidade dos gostos”, mereceu igual destaque por parte do presidente da autarquia, enumerando as aguardadas atuações dos D.A.M.A, Capitão Fausto, do fadista Ricardo Ribeiro e da dupla atuação na noite de domingo, com o Tributo a António Variações, “um artista que marcou uma época e um país”, e o artista Gabriell, “com origens no nosso concelho”.

E como nem só de música vive a edição da FICABEIRA e Feira do Mont’Alto, Luís Paulo Costa anunciou com particular satisfação a apresentação de dois projetos de sensibilização ambiental: o Costurar Valores, “uma experiência de economia circular, financiado pelo Fundo ambiental”, e o projeto de recolha seletiva porta-a-porta de resíduos urbanos valorizáveis em Arganil (PRUVA).

Ainda no campo das novidades, especial destaque para a reorganização do espaço destinado aos dois certames. Na Feira do Mont’Alto, “consolidámos as mudanças bem-sucedidas do ano passado realizadas na zona da restauração”, que acolhe este ano “um palco para várias atuações durante os quatro dias de festa”, referiu Luís Paulo Costa, salientando, ainda, “os ajustes feitos nos espaços destinados aos feirantes e divertimentos”, bem como “o reforço da iluminação”.
Acolhendo da melhor maneira os contributos positivos prestados pelos participantes na última edição, a reformulação da FICABEIRA passou pela extinção das ‘ilhas’. “Acreditamos que esta mudança vai favorecer e potenciar a circulação de mais pessoas no recinto da feira, funcionando para as famílias de uma forma plena”, apontou o presidente da Câmara.

O conjunto de alterações apresentadas contribuem, defende Luís Paulo Costa, para consolidar a força e imagem do certame no território. “Conseguimos reinventar a FICABEIRA depois de, a dada altura, passar por uma situação mais crítica, e hoje é um evento consolidado, o de maior dimensão e maior projeção, e o mais antigo na nossa região, na Beira Serra”, acrescentou, assegurando que a autarquia vai “trabalhar para continuar a cumprir aquilo que são os propósitos que estiveram na criação dos dois certames”.

Visite o site: http://ficabeira.cm-arganil.pt/



Artigos Relacionados