“Ser Cesteiro” uma mostra etnográfica para ver até 18 de junho

 

Inaugurou no dia 18 de maio na presença da Vice-Presidente, Paula Dinis e do Artesão, Carlos Lopes, a mostra etnográfica “Ser Cesteiro”, patente no Núcleo Museológico de Etnografia de Arganil até 18 de junho e que, assinalou o Dia Internacional dos Museus. No espaço expositivo podem ser apreciados, para além de peças finalizadas de diferentes tamanhos e feitios, os utensílios e ferramentas utilizados para os concretizar e que recorrem à sabedoria tradicional e antiga que tem vindo a passar de geração em geração até aos dias de hoje.

O espaço acolhe ainda uma entrevista em vídeo ao Cesteiro Carlos Lopes, no qual o próprio, na sua oficina, vai explicando o passo-a-passo da execução de um cesto ou canastra, com toda a minúcia e saber-fazer que esta arte requer e que definitivamente não é para todos.

Esta mostra surge não só numa homenagem aos artesãos do concelho que mantêm vivas costumes e tradições de outros tempos como, surge ainda como forma de preservar tradições que encerram complexos mas bonitos processos de transformação manual e que não devem ficar nas memórias do tempo.

Se ainda não visitou esta mostra etnográfica saiba que pode fazê-lo de segunda a sexta-feira entre as 9h30 e as 17h00, até ao dia 18 de junho.

Contamos consigo para lhe contar tudo.