Câmara Municipal inaugurou ciclo de Presidências Participativas no Piódão

A Câmara Municipal de Arganil deu início, no dia 28 de janeiro, na freguesia do Piódão, às Presidências Participativas, um ciclo de reuniões de trabalho que pretende abranger todas as freguesias e uniões de freguesia do concelho durante os próximos meses. O executivo liderando por Luís Paulo Costa, acompanhado pelos presidente e secretário da Junta de Freguesia do Piódão, José Lopes e Ricardo Pacheco, respetivamente, percorreu várias localidades daquela que é a freguesia mais distante da sede de concelho para escutar as preocupações e expectativas da população.

“Estar próximo das pessoas, ouvi-las e envolvê-las na discussão daquilo que são os seus interesses e os interesses da sua terra é aquilo a que nos propomos com este périplo por todo o território concelhio”, explicou o presidente da autarquia, confirmando que a visita à freguesia do Piódão demonstrou que esta medida é, desde já, uma aposta ganha.

“A recetividade foi muito positiva, funcionando como ponto de partida para o diálogo e para a definição de prioridades e soluções que sabemos que vão ao encontro dos anseios das pessoas”, sublinhou Luís Paulo Costa, após a intensa jornada de trabalho que teve início no Piódão e que continuou pelas localidades de Tojo, Malhada Chã, Fórnea e Chãs d’ Égua, terminando com uma reunião aberta na sede da Junta de Freguesia do Piódão.

O estado comprometido de algumas estradas que ligam as aldeias à sede de freguesia, as falhas que vão ainda persistindo no serviço de telecomunicações (rede fixa, móvel e Internet) e os danos provocados pelas intempéries registadas no mês de dezembro, prontamente sinalizadas pelo Município, foram alguns dos problemas mais apontados pelos habitantes.

Ainda que as necessidades das freguesias estejam identificados e não sejam propriamente novas para a autarquia, “queremos reforçar a proximidade e a participação da população e das instituições na resolução dos problemas”, afirmou Luís Paulo Costa, expressando a sua satisfação pela resposta da comunidade do Piódão ao desafio lançado pela Câmara e pela Junta de Freguesia.

Antes do fecho da jornada de trabalho, houve ainda tempo para esclarecer e discutir as últimas conclusões sobre a intervenção de que vai ser alvo tanto o Posto de Turismo como o Largo Cónego Manuel Fernandes Nogueira, a sala de visitas desta Aldeia Histórica. O início das obras está previsto para o mês de março, “altura em que o tempo começa a melhorar e o empreiteiro tem condições para avançar com a solução prevista no projeto de requalificação”, informou Luís Paulo Costa.

Este modelo de proximidade e de convite à participação, que será aplicado progressivamente por toda a extensão do concelho, através do prévio e articulado trabalho com as juntas e uniões de freguesia, resulta de uma forte vontade do executivo municipal, assumida no programa eleitoral sufragado pelos arganilenses.



Artigos Relacionados