Município de Arganil vai investir 640 mil euros na requalificação da Zona Industrial da Relvinha Este

A Câmara Municipal de Arganil apresentou no passado dia 27 de fevereiro, numa sessão no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o projeto que tem em vista a ampliação e requalificação da Zona Industrial da Relvinha.

Reconhecendo as condições que persistem há já alguns anos na Zona Industrial da Relvinha para os empresários ali instalados, sobretudo no que se relaciona com a sua logística diária, Luís Paulo Costa entende que é o momento de intervir, alterando assim tais circunstâncias.

No decorrer da apresentação foram dados alguns apontamentos prévios relacionados com este investimento, que se enquadra na estratégia de desenvolvimento definida pelo executivo camarário para o concelho de Arganil e que assenta, não só na melhoria de condições de atividade para aqueles que já se encontram ali acomodados, como pretende também ser mais atrativo na captação de novos investidores e polos industriais, uma vez que será alvo de uma ampliação que terá impacto em cerca de 60 hectares.

O concurso público para esta empreitada, de acordo com as declarações do Presidente da Câmara, foi publicado em Diário da República no mesmo dia em que se realizou esta sessão, e envolverá um investimento de 640 mil euros.

Considerada nesta intervenção está também a rede viária e passeios, a substituição da rede de distribuição de água e requalificação da rede de águas pluviais, tratamento de taludes e consequentemente, intervenções ao nível da sinalização vertical e horizontal. Os troços e arruamentos que neste momento são de terra batida serão também alvo de intervenção no que respeita diretamente à pavimentação, criação de passeios e sinalização de estacionamento.
Por fim, munido de algumas imagens em 3D, Luís Paulo Costa deu a conhecer graficamente aos presentes as alterações a realizar na Zona Industrial.

Temporalmente e de acordo com as regras da contratação pública, considerando este como o primeiro dia para apresentação de propostas e o dia 31 de março como último dia para as apresentar, Luis Paulo Costa considera que, salvo imprevistos que possam ocorrer, que a intervenção possa ter fisicamente início no mês de Setembro.

Relembre-se que esta intervenção faz parte de um conjunto de investimentos a realizar na Zona Industrial da Relvinha, do qual já encontra-se em curso a requalificação da ETAR, num investimento que ultrapassa 1 milhão de euros.



Artigos Relacionados