Presidente da Câmara preside à sessão pública de apresentação do CLDS 4G Arganil

O projeto CLDS 4G Arganil “Capacitar o Presente, Consolidar o Futuro” foi apresentado publicamente no auditório da Biblioteca Municipal Miguel Torga, em Arganil, no passado dia 10 de março. A presidir à cerimónia, Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal de Arganil, destacou a importância do plano de ação do projeto para a coesão social do concelho e criação de valor para a comunidade.

Implementado no concelho de Arganil ao longo dos próximos 36 meses, o CLDS 4G Arganil pretende constituir-se como uma mais-valia para a população, promovendo a inclusão social de grupos populacionais que revelem maiores níveis de fragilidade social, mobilizando para o efeito uma ação integrada de diferentes agentes e recursos localmente disponíveis.

Pretende-se que “seja um projeto de todos, com todos e para todos”, frisou Rui Reis, coordenador do projeto, durante a sessão pública, que contou com a presença do Diretor do Centro Distrital de Segurança Social de Coimbra, Ramiro Miranda, do Presidente da Direção do Centro Social Paroquial de Côja, Entidade Coordenadora Local de Parceria do CLDS 4G Arganil, Daniel Rodrigues, e do presidente da Assembleia Municipal, Ricardo Pereira Alves.

O plano de ação do CLDS 4G, dando continuidade ao trabalho desenvolvido no âmbito do CLDS 3G Arganil + Inclusiva, mas com uma identidade própria, abrange mais de 700 destinatários e contempla 24 ações, implementadas por uma equipa multidisciplinar formada pelo coordenador Rui Reis, psicólogo de formação, duas assistentes sociais, Susana Oliveira e Sónia Cabral, e uma economista, Andreia Paiva.

Certo de que “a equipa não deixará os créditos por mãos alheias”, Luís Paulo Costa realçou a disponibilidade e a abertura do Município de Arganil, desde o primeiro momento, para ser parte integrante e ativa neste projeto, cuja missão passa por envolver os parceiros e instituições coletivamente em torno de objetivos comuns, centrados nas pessoas.

“É um projeto virado para os mais vulneráveis, mas também para aqueles que, por alguma razão, não estão tão envolvidos naquilo que é a nosso vida social, concretizado através de um número significativo de ações”, apontou Luís Paulo Costa, mencionando as iniciativas emblemáticas iniciadas pelo CLDS 3G e mantidas pela autarquia nos últimos dois anos, como o Mercado de Natal ou a Noite Branca.

Na sessão de apresentação esteve representada, além da Entidade Coordenadora Local de Parceria o Centro Social e Paroquial de Côja, as três Entidades Locais Executoras da Ação: o Centro Social e Paroquial do Sarzedo, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Vila Cova de Alva e a Associação Passo a Passo.

A plateia contou igualmente com os representantes das juntas de freguesia, parceiros e instituições, que serão determinantes para o bom desempenho e prossecução dos objetivos que o CLDS 4G Arganil se propõe atingir.