Capela da Rainha Santa Isabel

A capela foi fundada pelo cónego da Sé de Coimbra, Tomé Nunes, natural da Póvoa da Rainha Santa, que antes da construção da capela se chamava Póvoa da Judia, pela sua grande devoção à Rainha Santa Isabel.

O templo apresenta oito faces, cujas secções são marcadas por pilastras. Em cada um dos alçados laterais foi aberta uma janela quadrada, de pequenas dimensões, com guarda de ferro.
A fachada principal de porta retangular, sobre o qual foi esculpida uma cornija saliente com cachorros e pináculos, encimada por nicho. Sobre o remate da fachada, ao centro, foi colocada a sineira ladeada por dois pináculos. Toda a cantaria é em grés regional.

Retábulo com pinturas da Viscondessa de Sanches Frias. O púlpito feito de pedra local é datado de 1746.

O fundador está sepultado em campa rasa no chão da capela. A inscrição tem a data de 1642.

A capela da rainha santa Isabel está classificada como Monumento de Interesse Público (MIP) pela Portaria n.º 642/2012, DR, 2.ª série, n.º 212, de 2-11-2012

 

Coordenadas GPS

Latitude: 40.2290576

Longitude: -8.1417985